25/11/14 17h22 - Pato Bragado apoia implantação de campus da Universidade Federal em Marechal Rondon.             ¤             25/11/14 17h17 - PM recupera carro que foi furtado de garagem             ¤             25/11/14 17h15 - Concurso de Decoração Natalina está com inscrições abertas em Entre Rios do Oeste             ¤             25/11/14 17h14 - II Festival de Ginástica Rítmica acontece na sexta-feira em Mercedes             ¤             25/11/14 16h13 - Rui Barbosa repassa donativos à Casa de Apoio Caminhos da Vida             ¤            
EDUCADORA AM

Perseguição e troca de tiros em São Miguel do Iguaçu termina com Policial ferido e dois bandidos mortos.

07/05/12 07h47 | Policial

A- | A+

Na tarde de ontem, policiais militares de Foz do Iguaçu, receberam a informação que uma quadrilha de assaltantes e homicidas estaria escondida em um hotel no Paraguai.
O grupo seria formado por 14 pessoas responsáveis por roubos na região oeste e sudoeste do Paraná.
Ao receberem a informação de que três integrantes da quadrilha teriam retornado ao Brasil pela Ponte da Amizade, os policiais iniciaram diligencias com apoio do grupamento Choque do 14º Batalhão.
Ao tentarem realizar uma abordagem na BR 277, na localidade Nova Roma, em São Miguel do Iguaçu, o bando acabou metralhando a viatura policial começando uma intensa troca de tiros.
O marginal que conduzia um gol placas ASJ-0723, de Curitiba, acabou perdendo o controle e colidindo contra uma placa de sinalização.
Os assaltantes saíram do carro e entraram em um milharal.
De imediato foi solicitado apoio da Policia Rodoviária Federal, que utilizou além das viaturas, o helicóptero para as buscas.
Na troca de tiros, um policial Militar foi alvejado com dois disparos e dois bandidos foram atingidos por tiros de fuzil e acabaram morrendo no local.
O helicóptero da Polícia Rodoviária encaminhou o policial ferido ao hospital.
Após o confronto foi acionado o Instituto Médico Legal de Foz do Iguaçu, a Policia Cientifica e a Policia Civil.
Os bandidos mortos foram identificados como sendo Adilson Pedro Scheid, de 28 anos, e Edinaldo Eringer, fugitivo da Penitencia Estadual de Foz do Iguaçu, no mês de março de 2012.
Edinaldo Eringer é acusado de ter executado um policial militar na cidade de Ubiratã, quando teria praticado uma série de assaltos naquele município.
Mais tarde, ficou comprovado que o marginal identificado inicialmente por Adilson Pedro Scheid, estava usando documento falso.
Diante desta confirmação, o corpo ficou sem identificação oficial.
Adilson Pedro Scheid, que perdeu seus documentos, não tem nada a ver com o episódio e inclusive procurou as autoridades policiais para esclarecer o caso.
No interior do veículo utilizado pelos bandidos foram encontradas mais duas pistolas calibre 9mm. Policiais Militares.
Os policiais prosseguem as buscas na tentativa de localizar o terceiro marginal.

(Rádio Educadora/Com Cultura-Foz)

Compartilhe

« voltar