Ouça ao Vivo
(45) 3284-1333
Você está em: Página Inicial > Notícias > Detalhes da Notícia
CAPS rondonense promove a 1ª mesa-redonda da campanha “Junho - Paraná Sem Drogas”

O Centro de Atenção Psicossocial I Laços de Amor, de Marechal Cândido Rondon, realizou a 1ª mesa-redonda no âmbito da campanha “Junho - Paraná Sem Drogas”, que é uma iniciativa do governo do estado.

A mesa-redonda aconteceu no auditório da prefeitura.

A psicóloga Fabiana da Costa Oliveira, do CAPS AD de Cascavel, trouxe informações sobre a sua experiência de 25 anos em saúde mental.

O evento enfatizou a importância do apoio aos pacientes e familiares, além da continuidade no tratamento para enfrentar a dependência química.

O secretário municipal de Saúde, Leandro Dalamaria, e a equipe de profissionais do CAPS I, também estiveram presentes.

Há três anos, o CAPS I conta com o Grupo Terapêutico de Redução de Danos, por meio do qual assiste pacientes usuários de álcool e de drogas.

Sob coordenação de profissionais de saúde mental, o grupo semanal oferece um ambiente seguro para compartilhar experiências e aprender estratégias de redução de danos.

O progresso tem sido significativo; em 2022, foram realizados 31 encontros com a participação de 298 pacientes; em 2023, houve 30 encontros com 383 pacientes; e em 2024, foram realizados 16 encontros

com 131 pacientes.

O grupo tem desempenhado um papel essencial no apoio e na recuperação dos pacientes, proporcionando um espaço dedicado à aprendizagem e ao suporte mútuo.

Reconhecendo que a dependência também afeta as famílias dos usuários, há dois anos foi criado o Grupo de Familiares do Grupo de Redução de Danos, inspirado pelo programa Amor-Exigente.

Este grupo quinzenal oferece acolhimento e orientação, auxiliando os familiares a compreender a natureza da adição e a desenvolver habilidades para enfrentar esse desafio.

O progresso tem sido significativo: em 2023, foram realizados 14 encontros com a presença de 129 familiares; em 2024, foram seis encontros com 65 familiares, evidenciando o papel vital dos familiares no processo de recuperação.

Os grupos são mais amplos do que simples intervenções.

Trata-se de comunidades de apoio que mudam vidas, proporcionando um ambiente solidário para enfrentar o uso problemático de álcool e drogas.

A participação ativa de pacientes e familiares é essencial, oferecendo apoio e estratégias para melhorar a qualidade de vida.

A continuidade no tratamento, com suporte e orientações adequadas, é fundamental para uma recuperação sustentável e segura.

 

Radio Educadora com inf. Assessoria

Por | Postado em: 21/06/2024 - 15:24
Tags Populares
Tecnologia e desenvolvimento